terça-feira, 12 de março de 2019

O século das luzes e o progresso intelectual

Ernst Cassirer
"Não existe um século que tenha sido tão profundamente penetrado e empolgado pela ideia de progresso intelectual quanto o Século das Luzes [XVIII]. Equivocar-se-iam, porém, sobre o título essencial dessa ideia, aqueles que tomassem 'progresso' num sentido quantitativo com uma simples extensão do saber, como um progressus in indefinitum. A par da ampliação qualitativa encontra-se sempre uma determinação qualitativa; à constante extensão do saber para além de sua periferia corresponde sempre um regresso sempre mais consciente e mais pronunciado ao centro próprio e característico da expansão. Se se busca a unidade, é para aí encontrar a certeza da unidade." (Ernst Cassirer, A filosofia do Iluminismo).

Nenhum comentário:

Postar um comentário