segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

A autopercepção de si dos judeus na origem do antissemitismo

Hannah Arendt
"Foi por essa época [início do século XV ao fim do século XVI] que os judeus, sem qualquer interferência externa, começaram a pensar que 'a diferença entre o povo judeu e as nações era, fundamentalmente, não de credo, mas de natureza interior', e que a antiga dicotomia entre judeus e gentios 'provinha mais provavelmente de origem étnica do que de discordância doutrinária." Essa mudança na avaliação do caráter diferente do povo judeu -- que só surgiu entre os não judeus muito mais tarde, na Era do Esclarecimento -- constituiu certamente a condição sine qua non do nascimento do antissemitismo, e é de certa importância observar que ela ocorreu primeiro no ato da autointerpretação judaica, surgido na época da fragmentação da cristandade europeia em grupos étnicos, os quais depois alcançariam a autonomia política, formando o sistema de Estados-nações." (Hannah Arendt, Origens do Totalitarismo).

Nenhum comentário:

Postar um comentário