sábado, 12 de maio de 2018

A dificuldade do cientista social de alienar-se do seu objeto de estudo

Norbert Elias
"A meta geral das buscas científicas é a mesma nos dois campos [natural e social]; é descobrir, despojados de um bom número de crostas filosóficas, de que modo os dados observados se conectam. As ciências sociais, entretanto, diferentemente das naturais, preocupam-se com as associações de pessoas. Aqui, de alguma forma, as pessoas defrontam-se consigo mesmas; os 'objetos' são também os 'sujeitos'. A tarefa dos cientistas sociais é pesquisar e fazer as pessoas entenderem os padrões que formam quando juntas, a natureza e a configuração mutante de tudo que as liga. Os próprios pesquisadores fazem parte desses padrões. Não podem evitar vivenciá-los, diretamente ou por identificação, porque deles participam; e quanto maiores as solicitações e as tensões a que eles e seus grupos estão submetidos, mais difícil lhes é realizar a operação mental que fundamenta todas as buscas científicas: alienar-se do papel de participante imediato e da perspectiva limitada que isso oferece" (Norbert Elias, Envolvimento e alienação).

Nenhum comentário:

Postar um comentário