sexta-feira, 16 de março de 2018

Barbárie liberal: tirania do mercado

Andre Comte-Sponville
"'... o Estado é grande demais...' Pode ser. Mas a coisa se torna inquietante quando, de tanto repetir que o Estado é grande demais, acaba nascendo a tentação, em certos espíritos, de que não tem que haver mais Estado algum ou, pelo menos, falando mais a sério, só tem de haver um Estado mínimo, estritamente confinado às suas célebres funções régias de administração, justiça, polícia e diplomacia, o qual, para todas as outras questões -- isto é, em tempo de paz, para a maioria das questões verdadeiramente importantes -- , deixaria funcionar os célebres mecanismos autorreguladores do mercado. E, de novo, pode funcionar muito bem; o único problema é que, nesse caso, não é mais o povo que é soberano: são os capitais ou os que os possuem. Portanto não se está mais exatamente numa democracia. Barbárie liberal: tirania do mercado" (Andre Comte-Sponville, O capitalismo é moral?).

Nenhum comentário:

Postar um comentário