quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

O olhar artístico-cultural como produto histórico

Pierre Bourdieu
"O 'olho' é um produto da história reproduzido pela educação. Eis o que se passa em relação ao modo de percepção artística que se impõe, atualmente, como legítima, ou seja, a disposição estética como capacidade de considerar em si mesmas e por elas mesmas, em sua forma e não em sua função, não só as obras designadas por essa apreensão, isto é, as obras de arte legítimas, mas todas as coisas do mundo, tanto as obras culturais que ainda não foram consagradas -- como, em determinado momento, as artes primitivas ou, hoje em dia, a fotografia popular ou o kitsch -- quanto os objetos naturais. O olhar 'puro' é uma invenção histórica correlata da aparição de um campo de produção artística autônomo, ou seja, capaz de impor suas próprias normas, tanto na produção, quanto no consumo de seus produtos" (Pierre Bourdieu, A distinção: crítica social do julgamento).

Nenhum comentário:

Postar um comentário