domingo, 30 de julho de 2017

Ação e contemplação no mundo clássico

Hannah Arendt
"O primado da contemplação sobre a atividade baseia-se na convicção de que nenhum trabalho de mãos humanas pode igualar em beleza e verdade o kosmos físico, que revolve em torno de si mesmo, em imutável eternidade, sem qualquer interferência ou assistência externa, seja humana ou divina. Esta eternidade só se revela a olhos mortais quando todos os movimentos e atividades humanas estão em completo repouso" (Hannah Arendt, A condição humana).

Nenhum comentário:

Postar um comentário