domingo, 30 de abril de 2017

A vinculação de classe do juízo estético: um exemplo alemão

Norbert Elias
"O vínculo com a estratificação social é muito clara no juízo estético. Francisco [o Grande, da Prússia], igualmente, defende-se da falta de gosto de se justapor no palco [do teatro shakespeariano] a 'grandeza trágica' de príncipes e rainhas com a 'rudeza' de carregadores e coveiros. Como poderia ter ele compreendido e aprovado uma obra dramática e literária que focalizava, acima de tudo, a luta contra diferenças de classe, um trabalho que tinha a intenção de mostrar que não só os sofrimentos de príncipes e reis e da aristocracia cortesã, mas também os de pessoas situadas mais baixo na classe social, têm sua grandeza e sua tragédia?" (Norbert Elias, O processo civilizador 1).

Nenhum comentário:

Postar um comentário