domingo, 12 de fevereiro de 2017

Por que a Revolução Industrial iniciou-se na Inglaterra?

Paul Singer
"A Revolução Industrial se deu na Grã-Bretanha porque foi nesse país que o capitalismo manufatureiro avançou mais, graças ao fato de a abolição das prerrogativas feudais no campo e corporativas nas cidades ter-se dado mais cedo. Na verdade, o capitalismo manufatureiro surgiu primeiramente no continente europeu (Flandres, Itália, Alemanha), e só depois na Inglaterra, mas o seu desenvolvimento estagnou a partir dos séculos XV e XVI, que é exatamente quando ele toma impulso na França e na Inglaterra. Mas, mesmo na França, o promissor desenvolvimento da manufatura, no século XVII, não prossegue, pois a preservação da servidão manteve o camponês preso à gleba. A formação da classe operária manufatureira encontrou aí uma barreira na França, mas não na Inglaterra, onde, como vimos, a emancipação dos servos foi geral e as enclousures lançaram um grande número deles às cidades. Além disso, a Grã-Bretanha tinha se afirmado, no século XVIII, como a maior potência marítima da Europa, o que lhe garantiu um lugar privilegiado no comércio mundial. O mercado externo atuou como forte estímulo ao desenvolvimento das manufaturas britânicas.
O capitalismo manufatureiro preparou, por assim dizer, o terreno para o capitalismo industrial, que iria sucedê-lo. A expansão do mercado e a consequente acumulação de capital manufatureiro serviram de estímulos aos inventores britânicos para que envidassem esforços no sentido de encontrar soluções para o crônico problema da escassez de mão-de-obra assalariada" (Paul Singer, A formação da classe operária).

Nenhum comentário:

Postar um comentário