quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Aristocracia proletária

Paul Singer
"Os trabalhadores de grandes empresas monopolistas tendem, graças ao poderio econômico de seus empregadores, a usufruir salários mais altos, estabilidade no emprego, melhor assistência à saúde, etc. Forma-se assim uma 'aristocracia proletária', quando esses setores privilegiados abandonam o resto do proletariado à sua sorte. Mas isso nem sempre acontece. No Brasil atual [anos 1990], por exemplo, o operariado do ABC paulista em vez de agir como 'aristocracia' na realidade atua como vanguarda, solidarizando-se com os demais operários e servindo de modelo para eles na luta pelas mesmas reivindicações" (Paul Singer, A formação da classe operária).

Nenhum comentário:

Postar um comentário