quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

A história contínua e o sujeito

Michel Foucault
"A história contínua é o correlato indispensável à função fundadora do sujeito: a garantia de que tudo que lhe escapou poderá ser devolvido; a certeza de que o tempo nada dispersará sem reconstituí-lo em uma unidade recomposta; a promessa de que o sujeito poderá, um dia - sob a forma da consciência histórica - , se apropriar, novamente, de todas essas coisas mantidas a distância pela diferença, restaurar seu domínio sobre elas e encontrar o que se pode chamar sua morada" (Michel Foucault, Arqueologia do saber).

Nenhum comentário:

Postar um comentário