sábado, 10 de dezembro de 2016

Quando os aspectos cômicos da vida, do mundo e da religião se davam oficialmente

Mikhail Bakhtin
"(...) nas etapas primitivas, dentro de um regime social que não conhecia ainda nem classes nem Estado, os aspectos sérios e cômicos da divindade, do mundo e do homem eram, segundo todos os indícios, igualmente sagrados e igualmente poderíamos dizer, 'oficiais'. Essa característica persiste às vezes em alguns ritos de épocas posteriores" (Mikhail Bakhtin, Cultura popular no Renascimento e na Idade Média).

Nenhum comentário:

Postar um comentário