quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Economia da dissipação e do desperdício

Zygmunt Bauman
"Para conquistar sua emancipação, a economia líquido-moderna, centrada no consumidor, se baseia no excesso de ofertas, no envelhecimento cada vez mais acelerado do que se oferece e na rápida dissipação de seu poder de sedução - o que, diga-se de passagem, a transforma numa economia da dissipação e do desperdício" (Zygmunt Bauman, Capitalismo parasitário).

Nenhum comentário:

Postar um comentário