sexta-feira, 11 de novembro de 2016

A segunda forma de propriedade: a propriedade comunal

Marx e Engels
"A segunda forma de propriedade é a propriedade comunal e estatal da Antiguidade, resultado, da reunião de várias tribos em uma única cidade, por contrato ou por conquista, e na qual subsiste a escravidão. Ao lado da propriedade comunal, desenvolve-se já a propriedade privada mobiliária e, depois, a imobiliária, mas como uma forma anormal subordinada à propriedade comunal. Os cidadãos possuem o poder sobre seus escravos trabalhadores, mas apenas coletivamente, e estão, por isso, ligados à forma de propriedade comunal. Essa forma é a propriedade coletiva dos cidadãos ativos que, por causa dos escravos, são obrigados a manter esse modo de associação que surgiu naturalmente" (Marx & Engels, A ideologia alemã).

Nenhum comentário:

Postar um comentário